terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fantoche Desarticulado

tenho de aprender a levitar

Hoje no dia de hoje
soube-se hoje mesmo
que o amor esgotou

Sem códigos
sem diálogos
sem doenças esgotou-se

a abstracção abstraiu-se no abstraccionismo abstracto
beleza concretizada pelo anjo da matemática

génio distorcido admiro a pirâmide
a divindade pontiaguda contraída na raiz
perfeição de comédia no meio da luz

dadaísmo inventado por gagos com sede de sa-saber

por meu decreto regresso à idade da razão
deixo que os mortos tenham língua
falo com o imaginário para me distrair hoje

a abstracção abstraiu-se no abstraccionismo abstracto
beleza concretizada pelo anjo da matemática

e com medo de mais uma assonância forçada
a escravatura arrancou a cabeça à dentada

2 comentários:

Feiticeira de Oz disse...

senti cada palavra q escreveste. escrevi cada palavra que senti. SInto... e dói. *

Juan Pablo disse...

É... se o amor acabar, não vai ser a razão que vai me salvar...