terça-feira, 13 de novembro de 2007

Alguém


Traz-me a cabeça autografada
De alguém que desprezes


Sim
Não

Repara
É só um jogo

Teias geladas
Figuras axadrezadas
Cadenciadas
Tanto para tudo
Tudo para tanto
Nada

Traz-me o sabor que ordeno
A chuva escurecida
Entre sombras derretidas
Espelho desonesto
Memorável funesto
Traz-me de volta o aspecto
A fantasmagórica visão


Da cabeça autografada
De alguém que admires...




4 comentários:

Bea. disse...

Está bem..e a quem levo a tua cabeça autografada?...


Passa na minha 'nova casa'...O instinto,a musa (e tu) deram vida ás minhas 'palavras velhas'..

***

AnCaLaGoN disse...

Porque é que isto me parece o diálogo de alguem com mais do que uma personalidade?

Flávio Neto disse...

DEixo te um excerto de um lírica, válida quiçá, para ouvir na presença desta escrita:

"A Tout Le Monde

Don't remember where I was
I realized life was a game
The more seriously I took things
The harder the rules became
I had no idea what it'd cost
My life passed before my eyes
I found out how little I accomplished
All my plans denied"

Posso te levar a cabeça do Dave Mustaine, muchacho dos autografos?

O Raposo, the Foxman disse...

Espectáculo, só precisava mesmo de uma desculpa para decapitar por aí pessoas a ver se ganho mais XP! :D