sábado, 15 de setembro de 2007

E os elfos sobem no cuspo do orgasmo
E as joaninhas retraem-se de bocas carnívoras

O raiar da luz dividido em súplicas
A sede nocturna de pedras artificiais

Assim, a velocidade imagina-se e antecipa-se

Operando num apocalipse arrastado

O princípio do corvo

Um comentário:

O Raposo, the Foxman disse...

O corvo pode trazer vidas de outros mundos, mas poderá criar neste?