segunda-feira, 20 de agosto de 2007

3

Anjos e Demónios
Acho que estás a ler uma ficção errada
De qualquer maneira, és parva

Sardas e sorrisos
Uma fórmula a explorar
Desapertada

Música, minha Deusa
O teu volume vive na voz da mulher
Em cada nota, uma escada

Já vieste aqui em momentos
Inútil, não observas o algodão
Não sei se é doce mas faz-me sorrir

Continuas em comportamentos ousados
Mas és tu, não o podes evitar
Diverte a originalidade, que aqui não existe

A melodia é o que mais guardas
Blitz, Ramones, Zeppelin, Variações
É a tua missão mostrar o que te dá valor

3 lados de uma moeda
Diferentes sombras do amanhecer

Um comentário:

O Raposo, the Foxman disse...

Farrapos atirados à lua por uma vez.