sábado, 13 de outubro de 2007

Criei um ritmo que flutua e evolui
É a consciência do interruptor
Dominar um lado assistindo aos dois
Vísceras em pedacinhos, unidas
Recriam-me
Porque hoje, empresto a minha voz a um unicórnio
Em crise existencial
Asseguro-o constantemente:
Ele e eu somos um
Tão imaginados que já somos reais

2 comentários:

O Raposo, the Foxman disse...

Electrões que fluem por um circuito integrado.

O Raposo, the Foxman disse...

Electrões que fluem por um circuito integrado.