terça-feira, 30 de outubro de 2007

Guerra Das Luzes

Gostava de conhecer um outro lado de ti
Quarta és usada, gasta, atormentada
Planeada demasiado depressa
Quero ter tempo para te reconstruir
Imaginar, não sei, uma voz entrelaçada
Raios de água luminosos com todas as cores que escolheres
Comprados num desafio violento magistral
Nas costas, nas pernas, nos ombros
Nos buracos, nos trejeitos, nos livros
O sítio onde os falhados são livres por um momento
A guerra das luzes acentua-se...

Um comentário:

O Raposo, the foxman disse...

Olha a lua que é tão bela... queres conhecer o seu outro lado, sabendo que é frio e escuro?
Será que é assim porque o criador não a quis construir, ou porque foi assim o seu intento?
Por vezes o que parece mais básico por é também o mais complexo por dentro...